Menu
Menu

Poemas Completos de Alberto Caeiro

Psssst! Enviamos este livro:

MAIS SOBRE ESTE LIVRO

Sinopse

Sinopse

Alberto Caeiro é a figura fulcral da grande renovação poética que Fernando Pessoa idealizou para a literatura portuguesa e de que a Revista «Orpheu» terá sido, em 1915, momento inicial. A extrema originalidade da sua criação artística e as fecundas consequências que Reis, Campos e o próprio Pessoa logo repercutem, vão ter, a longo prazo, efeitos notórios na sensibilidade estética do século. A presente edição dos «Poemas Completos de Alberto Caeiro», devidamente expungida de deficiências de leitura, de lacunas e de descontinuidades que correntemente circulam, oferece um texto integral, acrescentando, à obra conhecida, os inéditos recolhidos, de modo sistemático, ao longo do espólio.
Ricardo Reis assina o longo Prefácio e a integral das Notas para a Recordação de Meu Mestre Caeiro sob a forma de Posfácio, de Álvaro de Campos, completa a obra.`
A edição é de Teresa Sobral Cunha e o ensaio crítico de Luís de Sousa Rebelo.
Detalhes

Detalhes

Colecção Diversos
SKU 9789722324229
Peso 650 g
Largura 16.5 cm
Altura 23.3 cm
Número de Páginas 352
Data de Publicação 17/02/1994
Número na Coleção 13
Edição 1
Autores
  • Fernando Pessoa

    Nascido em Lisboa, no dia 13 de Junho de 1888, Fernando Pessoa perdeu o pai aos cinco anos de idade. Em 1896, a família transfere-se para a cidade de Durban, na África do Sul. Lá, cursa o secundário, e cedo revela o seu pendor para a literatura. Em 1903, ingressa na Universidade do Cabo. Fernando Pessoa, educado em inglês, adquiriu o gosto pela poesia lendo Milton, Byron, Shelley, Edgar Allan Poe e outros poetas de língua inglesa. Deixando a família em Durban, o jovem estudante retorna a Portugal. Matricula-se, então, no Curso Superior de Letras, que logo abandona, e entra em contato com os grandes escritores da língua portuguesa. Impressiona-se com os sermões do Padre António Vieira e particularmente com a obra de Cesário Verde. Em 1908 começa a trabalhar como tradutor de cartas comerciais para empresas estrangeiras. Deste emprego modesto tirará o sustento durante toda a vida. Boémio, encontra-se com os amigos em cafés, especialmente a "Brasileira do Chiado" para discutir literatura. Em 1912 conhece o poeta Mário de Sá-Carneiro, de quem se tornaria grande amigo.
    Fernando Pessoa viveu modestamente, em relativa obscuridade. Em vida, teve apenas dois livros publicados: alguns poemas em inglês e Mensagem. Morreu em Novembro de 1935.

OPINIÕES

Leu este Livro?

Ajude os leitores indecisos
com a sua opinião!

Comentar
***

Outros Livros de Fernando Pessoa

Recomendados para Si

Quem Viu Este Livro Também Viu

Fechar Fechar

Levo estes!

O seu carrinho está vazio, Encha-o de livros para levar

Ajuda

Indeciso? Confuso? Aborrecido?

Conte-nos tudo!
  • 214 347 000 Dias úteis das 09h30 às 17h30
O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu browser agora

×