Menu
Menu
Psssst! Enviamos este livro:

MAIS SOBRE ESTE LIVRO

Sinopse

Sinopse

Augusto Abelaira escapará sempre a qualquer classificação que lhe queiramos atribuir já que a sua invulgar criatividade o projecta para além de géneros, correntes, geração ou outro contexto em que tentemos perscrutá–lo. Bolor, datado de 1968, tem no entanto sido considerado um dos livros que marcaram a passagem à pós–modernidade na literatura portuguesa. O que é indiscutível, é que este título tanto vem confirmar a maturação literária do seu autor como o seu empenhamento em agir sobre um modelo de sociedade que tenta ainda aprisionar os comportamentos dentro de valores que já pouco ou nada têm a ver com aquilo que mudou no quotidiano e na consciência das pessoas. Neste romance, sem perder a transparência da sua escrita, Abelaira inventa uma nova configuração ficcional, subtilmente mais capaz de deixar expandir–se a sua ânsia de aprofundar o questionamento do real. Sob forma diarística, Humberto, Maria dos Remédios e Aleixo são misteriosamente e à vez autores deste romance, que tem tanto de realista como de lúdico, tanto de ironicamente céptico como de passional e provocante, expondo a desagregação de um casamento pela acção subversiva do terceiro pólo deste (afinal) triângulo amoroso.
Detalhes

Detalhes

Colecção Grandes Narrativas
SKU 9789722332989
Peso 314 g
Largura 15 cm
Altura 23 cm
Número de Páginas 140
Data de Publicação 07/01/2005
Número na Coleção 269
Edição 6
Autores
  • Augusto Abelaira

    Augusto Abelaira nasceu em Cantanhede. Licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas, iniciou a sua vida profissional como professor. Afastado posteriormente do ensino, dedicou-se ao jornalismo como colaborador de diversos órgãos de imprensa, evidenciando qualidades de grande cronista. Enquanto escritor distinguiu-se sobretudo no romance, sendo a sua obra literária considerada das mais relevantes do último meio século. Como jornalista escreveu para o Século, o Jornal, o Diário Popular e o Jornal de Letras. Entre 1977 e 1978 assumiu os cargos de director de programas da RTP, assim como das revistas Seara Nova e Vida Mundial. Faleceu em Lisboa, no ano de 2003.

OPINIÕES [1]

em 5 estrelas
  • de Patricia Bernardo em 3 de Junho de 2015

    Nem todas as pessoas vão gostar, eu adorei...
    É um livro simples, mas capaz de nos levar a uma profunda introspecção sobre a vida a dois, o nos faz falta, o que podemos dar e o que queremos receber, a vida diária e a monotonia em que nos podemos deixar cair, a falta de dialogo...
    Recomendo.

Ajude os leitores indecisos
com a sua opinião!

Comentar
***

Outros Livros de Augusto Abelaira

Recomendados para Si

Quem Viu Este Livro Também Viu

Fechar Fechar

Levo estes!

O seu carrinho está vazio, Encha-o de livros para levar

Ajuda

Indeciso? Confuso? Aborrecido?

Conte-nos tudo!
  • 214 347 000 Dias úteis das 09h30 às 17h30
O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu browser agora

×